08/08/2018 // Artigos

5 dicas para produzir um conteúdo jurídico relevante

Para que o inbound marketing jurídico seja eficiente, não basta que o conteúdo seja bem escrito ou bem produzido. Ele precisa ser relevante. Sem o conhecimento e cuidado necessário para que o conteúdo tenha relevância perante o usuário, o marketing dificilmente cumprirá a sua finalidade.

0808 Dicas juridicas

Venha entender o que significa “conteúdo relevante”, no contexto do inbound marketing, e conferir 5 dicas para que o seu conteúdo jurídico cative o público certo.

O que significa conteúdo relevante

Quando falamos em inbound marketing e encontramos definições que falam em “conteúdo relevante”, é importante saber que “relevante” não é um adjetivo aleatório.

Conteúdo relevante é aquele que entrega a informação correta ao usuário, atendendo ao seu real interesse, e também às suas necessidades aparentes ou subconscientes. Muitas vezes, o papel do conteúdo é entregar ao usuário a informação que ele sequer sabe que precisa.

Por isso, sem atenção à relevância que o conteúdo tem para o usuário, o marketing dificilmente cumprirá a sua finalidade.

Portanto, quando falamos em “conteúdo relevante”, estamos nos referindo ao alinhamento de uma série de fatores, como: o conhecimento do perfil e dos interesses do público-alvo; a escolha da melhor pauta de acordo com a etapa do funil de vendas; e outros.

5 dicas para produzir um conteúdo jurídico relevante

Agora que você já sabe o que significa conteúdo relevante, vejamos como produzi-lo dentro do contexto do inbound marketing jurídico.

  1. Defina o tema certo

Lembre-se que o tema que parece mais interessante para você nem sempre é o tema mais interessante para seu público-alvo.

Defina bem quem é o destinatário da sua estratégia de marketing e pense nos temas que agregam valor ao dia a dia dele.

  1. Escolha um ângulo

Após escolher o tema, delimite-o a um ângulo específico.

Um conteúdo direto e específico sobre mediação ou sobre arbitragem, por exemplo, tem maiores chances de chamar a atenção do seu potencial cliente do que um texto longo e abrangente sobre todas os métodos alternativos de resolução de conflitos.

Sabemos que, no Direito, é importante que o profissional do Direito esteja atento a todas as possibilidades que o tema oferece, conhecendo correntes doutrinárias e posicionamentos jurisprudenciais diferentes. No entanto, ao produzir um conteúdo longo e abrangente demais, você corre o risco de perder a atenção do leitor.

Além disso, um conteúdo com tema amplo demais acabará rankeando no Google juntamente a outros sites especializados unicamente em Direito e conteúdo acadêmico – e esse não é o seu objetivo; a menos que o seu público alvo também seja formado por profissionais do Direito.

  1. Redobre o cuidado com o título

Ao produzir um artigo ou blog post, o título deve ser simples, direto e deve falar diretamente àquilo que seu público alvo mais quer ou precisa.

Voltando ao exemplo do item anterior, veja a diferença entre os títulos abaixo:

  • “A mediação como método alternativo de resolução de conflitos”;
  • “Vantagens da mediação para a sua empresa”.

O segundo certamente tem maior chance de atrair o clique do seu potencial cliente, que está mais interessado em resolver os problemas da empresa do que em estudar conteúdo jurídico.

  1. Atenção à linguagem

Mais uma vez é importante ter em mente que o conteúdo é feito para um público que não necessariamente está familiarizado com termos jurídicos.

A linguagem usada no seu conteúdo deve buscar um equilíbrio entre o profissionalismo (porque o Código de Ética da OAB não admite excessiva informalidade) e a acessibilidade (porque o seu público precisa entender o que você está falando).

  1. Entregue a solução que o usuário precisa

Não basta falar o que a legislação dispõe sobre o tema. É preciso mostrar como isso afeta a vida de quem vai ler o conteúdo.

Artigos de lei, súmulas, entendimentos das Cortes Superiores são relevantes para advogados – mas para o cliente comum, o que interessa é saber como esses dispositivos vão resolver o problema dele.

Se quiser aprender mais sobre o assunto, não deixe de conferir nosso post “Conteúdo jurídico de valor: como escolher os temas de suas postagens?”.

Confira também os serviços que a In Company presta para advogados, escritórios e institutos jurídicos: http://www.incompanypr.com.br/servicos/. Todos os nossos projetos são customizados e elaborados com atenção às restrições e impositivos do Còdigo de Ética e Disciplina da OAB.

Para isso, você pode contar com a In Company. Prestamos serviços customizados de inbound marketing, marketing de relacionamento, endomarketing e desenvolvimento de ferramentas digitais (site, app) para advogados. Estamos preparados para te ajudar!  Conheça nossos serviços: http://www.incompanypr.com.br/servicos/

11111

 

 

 

Alexandre de Souza Teixeira
Sócio Diretor
41.3362-1330 / 41. 99689-2980

alexandre@incompanypr.com.br

www.incompanypr.com.br

 

Continue nos seguindo nas redes sociais e acompanhe nosso blog para saber mais sobre as novidades do marketing jurídico.

Compartilhe:

Voltar