11/04/2019 // Artigos

Como desenvolver uma voz própria ao fazer marketing jurídico sem infringir o Código de Ética da OAB

O Código de Ética e Disciplina da OAB estabelece diretrizes para a linguagem utilizada na publicidade advocatícia – mas nem por isso o seu marketing jurídico precisa soar igual ao de todos os outros advogados! É possível criar um conteúdo original e que tenha a sua identidade, sem infringir as disposições da OAB.

Neste artigo, você vai entender a importância de encontrar o tom de voz da marca e saber como ele pode ser desenvolvido em harmonia com o Código de Ética da OAB.

A publicidade advocatícia segundo o Código de Ética da OAB

A publicidade do advogado ou sociedade de advogados é disciplinada pelo Estatuto da Advocacia e pelo Código de Ética e Disciplina, além de provimentos do Conselho Federal da OAB.

Em síntese, esses atos normativos determinam que a publicidade do advogado deve:

  • ser feita de forma comedida, com discrição e sobriedade;
  • ter caráter informativo;
  • ser feita de forma autônoma, sendo vedada a divulgação da advocacia em conjunto com outras atividades;
  • entre outras disposições.

A intenção da OAB, ao impor tais diretrizes, é assegurar-se de que seus inscritos divulgem os serviços advocatícios de forma compatível com a dignidade da profissão, evitando a mercantilização da advocacia.

A importância do tom de voz da marca no marketing digital

Não há como falar em marketing digital e inbound marketing sem antes falar em construção de marca (branding).

Afinal, antes de divulgar seus serviços na Internet, é preciso ter uma identidade e propósito definidos, pois isso definirá a forma como o marketing é feito: os meios e plataformas utilizados, o conteúdo selecionado, e o tom de voz.

O tom de voz da marca (brand voice) é, literalmente, o modo como a marca se comunica com quem consume seu conteúdo; reflete-se na linguagem utilizada e na forma como a marca aborda os usuários.

Combinado com outros elementos, o tom de voz forma a imagem e a impressão que as pessoas terão da marca – e isto pode ser determinante para conquistá-las.

Como desenvolver uma voz própria no marketing jurídico

O desafio do marketing digital para advogados é desenvolver um tom de voz único, seguindo o perfil e conceito da maca, sem descumprir as diretrizes da OAB.

Afinal, como dissemos, o Código de Ética assevera que a publicidade do advogado deve ser sóbria, discreta e moderada – mas como garantir que isto não apagará a personalidade própria de um advogado?

Como ser sóbrio e moderado sem parecer impessoal, frio, despersonalizado?

  1. Primeiramente, é preciso entender a identidade do profissional ou escritório: seu estilo, área de atuação, seus valores e propósitos;
  2. Depois, é preciso definir qual o público que se deseja alcançar;
  3. Por fim, é preciso criar a estratégia de comunicação, desenvolvendo o tom de voz adequado, que deve ser o resultado da combinação dos dois fatores acima, com as limitações e diretrizes impostas pelo Código de Ética da OAB.

Se fosse para resumir em um formula matemática o caminho para desenvolver uma voz própria no marketing jurídico, ela seria algo como:

(linguagem compatível com a identidade do advogado – marca + linguagem adequada para alcançar o público desejado – persona) – tudo que a OAB não permite = tom de voz adequado no marketing jurídico

Na prática, esse planejamento pode ser bem sucedido se contar com profissionais especializados e criativos, que dominem as técnicas e recursos de marketing digital, mas que também tenham conhecimento das regras da OAB.

Entre os projetos de marketing digital e marketing jurídico da In Company, atendemos escritórios que preferem uma abordagem mais leve; cujo público alvo é composto de consumidores, trabalhadores, pessoas que procuram respostas rápidas e descomplicadas para seus problemas – mas também atendemos escritórios cujo público alvo são gerentes jurídicos de grandes empresas, escritórios que preferem a alta especialização e gostam de se comunicar em linguagem mais técnica para conversar diretamente com quem atua na área de sua expertise; entre vários outros exemplos de projetos em que trabalhamos.

Veja que todos são escritórios de advocacia, sujeitos às mesmas normas de publicidade advocatícia.

Porém, para cada um deles, nós desenvolvemos projetos diferenciados, levando em consideração todas as características de suas marcas e do público que desejam alcançar – sem descuidar das diretrizes do Código de Ética da OAB, é claro.

Entre em contato conosco! Estamos à disposição se desejar saber mais ou fazer um plano de marketing digital jurídico e inbound marketing para o seu escritório.

Leia outros artigos sobre marketing jurídico: https://www.incompanypr.com.br/artigos/

 

Alexandre de Souza Teixeira

Head – Sócio Fundador da In Company e especialista em marketing jurídico há 14 anos.

41.3362-1330 / 41. 99689-2980

alexandre@incompanypr.com.br

www.incompanypr.com.br

Continue nos seguindo nas redes sociais e acompanhe nosso blog para saber mais sobre as novidades do marketing jurídico.

Compartilhe:

Voltar